skeuomorphism-regular-images_largeSe me dissessem que uma das grandes tendências na web é o skeuomorphism, eu provavelmente perguntaria “que doença é essa?” !!!

Mas claro que não se trata de doença nenhuma e, como disse, é até uma tendência na web… com a qual vamos viver nos próximos anos.

Leia o resto deste artigo »

chumley

Kyle Fewell é um designer americano, ilustrador, com trabalhos de ilustração publicados em vários meios. Da nova geração de ilustradores americanos, nascido em Houston, Texas, mas actualmente baseado em Brooklyn, NY, Kyle Fewell encontrou equilibrios interessantes entre as estéticas e técnicas mais tradicionais na ilustração americana, com linguagens e temáticas modernizadas.

Leia o resto deste artigo »

mindmapping-for-project-planning2Quem não usa Check Lists diariamente? Desde a prosaica lista de compras, à lista de reparações no automóvel, até à preparação de qualquer plano complexo que envolve múltiplas actividades. Mas ninguém gosta mais de Chack Lists que os Gestores de Projectos.

Afinal um projecto não é mais que uma gigantesca e complexa Check List de tudo o que deve ser feito para atingir um objectivo bem definido à partida! Será? A maior parte das vezes, sim! Mas a mais importante Check List de um chefe de projecto é precisamente aquela que o conduz a um eficaz planeamento dos projectos, a uma gestão efectiva e sem sobressaltos de todos os projectos que gere.

Leia o resto deste artigo »

macromedia shockwave playerFlash e Shockwave são duas tecnologias originárias na Macromédia. Actualmente, após aquisição, são detidas e desenvolvidas pela Adobe, ambas largamente usadas na internet. Até aqui, e geralmente, todos o sabem.

Em geral todos reconhecem conteúdos Flash, tipicamente animações ou àreas interactivas num website e até, quantas vezes, web sites integralmente realizados em flash. Eventualmente alguns de nós reconhecem a tecnologia Shockwave, principalmente em aplicações web do tipo jogos online, aplicações gráficas animadas ou interactivas, e em geral onde uma grande carga de programação é percebida, com animação de gráficos.
Leia o resto deste artigo »

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2012 deste blog.

Aqui está um excerto:

4,329 films were submitted to the 2012 Cannes Film Festival. This blog had 33.000 views in 2012. If each view were a film, this blog would power 8 Film Festivals

Clique aqui para ver o relatório completo

Elearning_Publishing_jpg

O eLearning (ensino por meios electrónicos)  começou a aparecer faz já uma década. Uma tendência que acelerou nos últimos anos, só agora, no entanto, está a atingir a maturidade. As ofertas multiplicam-se na internet, seja para estudo online, ou offline, desde simples cursos específicos de iniciação, até programas completos de graduação universitária, aos vários níveis.

As grandes instituições universitárias de todo o mundo (principalmente do mundo anglófono, onde se salientam sem qualquer sombra de dúvida, o Reino Unido e os EUA) oferecem online vários dos cursos ministrados presencialmente, e em certos curriculuns até alguns dos graus concedidos presencialmente. Pode-se hoje fazer um curso ou grau universitário sem sair de casa. E sendo ainda um campo em que as evoluções estão a ser permanentes, conforme as plataformas vão sendo cada vez mais “user friendly” e proporcionando mais e mais avançados recursos, as surpresas e novidades não vão parar nos tempos mais próximos.

Leia o resto deste artigo »

Inspiração é algo precioso para quem trabalha com criatividade. O designer gráfico não é excepção.

No blog Andrew Kelsall Design há um excelente post, que resume em 100 links, vários dos mais inspiradores blogs disponiveis na internet.

Leia o resto deste artigo »


Acredita que quase tudo o que pode aprender num curso universitário, pelo menos em certas áreas, está disponivel de forma organizada, em aulas fáceis de seguir, na internet?

Pois é verdade. E o site chama-se “The Khan Academy”…

Leia o resto deste artigo »

Nas conferências TED aparecem todo o tipo de temáticas e de oradores; verdadeiros desafios ao pensamento, à criatividade e à reflexão.

Aparecem outras que são isso tudo somado… e ainda nos fazem rir. Neste caso foi o conhecido humurista John Hodgman. 

Leia o resto deste artigo »

Os PC´s de pequeno formato disponiveis no mercado são variados, e já nem sequer são uma novidade recente.

A maioria é baseada em main boards de formato reduzido (iniciativa VIA EPIA), geralmente num dos formatos ITX ou mini-ITX, incluem um dos processadores VIA ou Intel Atom, e placas gráficas de integradas elevado desempenho, e geralmente são totalmente em estado sólido, sem partes mecânicas sejam ventoinhas (Fanless PC) ou sejam discos rigidos, substituidos por armazenamento de estado sólido (Solid State Storage).

Nos formatos mais reduzidos (Nano-ITX e Pico-ITX) os boards são aplicáveis como embeded computers, controladores, etc.

Leia o resto deste artigo »

Ver o planeta Venus no seu transito frente ao Sol é certamente uma oportunidade quase única na vida de uma pessoa. Mas quando acontece, acontece logo por duas vezes!!!

Leia o resto deste artigo »

Para quem gosta de sketching aqui está um site imperdivel. O autor é Russel Stutler, cujo site mais genérico está em Russ Stutler’s web site. Mas o que realmente nos interessa é a secção do site sobre sketching em Stutler Sketching.

Leia o resto deste artigo »

O futuro dos interfaces digitais tem ainda muito que se lhe diga. Cada dia aparecem novas ideias, novas realizações, umas mais interessantes e outras… também!!!
Leia o resto deste artigo »

As técnicas de desenho de layouts baseadas em grelha, são as mais usadas quer no desenho gráfico impresso quer no web design. Mas nem todos sabemos os pequenos segredos que podem transformar um design desinteressante e sensaborão num design equilibrado, eficaz e de exito.

Esta série de artigos é do conhecido Mark Boulton, designer, professor, conferencista e autor de vários livros sobre design.

Leia o resto deste artigo »

100+ Beautiful Examples of Black and White Photography é uma publicação no site InstantShift. São mais de uma centena de fantásticas fotografias a preto branco. Mesmo com toda a evolução da fotografia e da tecnologia que a rodeia, esta continua a ser uma forma de arte procurada por todos os fotógrafos. E os resultados são fabulosos!!! Vale a pena uma vista de olhos.

Leia o resto deste artigo »

Naquilo que é certamente uma novidadade mundial, os investigadores Chung Changhyun and Motomu Nakashima, do Tokyo Institute of Technology, desenvolveram um robot que pode reproduzir fielmente o movimento do corpo de um nadador enquanto mede a resistência da água.  Chamado SWUMANOID (de Swimming Humanoid), espera-se que os resultados sejam apresentados no Aero Aqua-Biomechanisms Symposium (ISABMEC 2012) em Agosto, em Taiwan.

Leia o resto deste artigo »

Sem dúvida, um dos mais cómicos vídeos sobre tecnologia… o Mactini!

Leia o resto deste artigo »

Um exemplo interessante de um anúncio em video interactivo.

Leia o resto deste artigo »

Quando se começou a falar de computação em núvem, a ideia foi estranha para muitos. Não tanto o conceito em si, mas sim as ideias das suas possiveis utilizações. Quem iria usar? Quem se disponibilizaria de boa vontade a armazenar seus dados na net, ou a abandonar as suas indispensáveis aplicações, instaladas nos seus sistemas, para passar a usar aplicações na net.

O facto é que a maioria de nós já usávamos a computação em núvem, quando, por exemplo, usávamos o webmail. Porém o conceito custou um pouco mais a ser entendido e aceite quando se tratou de abdicar da folha de cálculo ou do processador de texto, ou quando se tratou de armazenar dados ou abdicar de aplicações empresariais locais ou nos servidores privados, para recorrer a aplicações na nuvem. Mas esses são tempos passados. A computação em nuvem é hoje uma realidade que rápidamente se disseminou e constitui uma fatia importantissima do actual arsenal dos departamentos de tecnologia de informação. E mesmo os meros utilizadores começam já a render-se ao conceito, principalmente a partir do momento em que empresas como a Amazon, Google, IBM e Microsoft começaram a fornecer serviços em nuvem.

Leia o resto deste artigo »

O pensamento criativo caracteriza-se por chegar a resultados inteiramente novos, não convencionais, para uma dada questão ou problema. Mas o processo começa antes. De facto muito antes!

O processo começa na capacidade de olhar para a questão ou problema de forma completamente desligada das abordagens previsiveis, vendo apenas o problema e não as soluções convencionais. E, depois, de ser capaz de o entender de forma completamente desligada de visões do senso comum ou de preconceitos. E finalmente de usar todos os conhecimentos e capacidade intelectual para encontrar uma solução… mesmo que essa solução pareça estranha, pouco usual, ou impossivel.

Leia o resto deste artigo »

A inteligência

Os dicionários definem inteligência, numa primeira acepção, como a faculdade que o indivíduo possui de conhecer e apreender.

Mas o diccionário Houaiss vai ainda mais longe e define inteligência como “o conjunto de funções psíquicas e psicofisiológicas que contribuem para o conhecimento, para a compreensão da natureza das coisas e de significado dos fatos” e adiciona que inteligência é a “capacidade de resolver problemas”.

Leia o resto deste artigo »

Para lançar o canal TNT em HDTV na Bélgica, a foi colocado um grande botão vermelho no centro de uma pacta praça numa localidade na Bélgica. Um cartaz com uma seta apontando o botão dizia: “Push to add drama”  (Carrega para adicionar drama) convidanto as pessoas a usarem o botão. E esperámos que alguém carregasse no botão…

Descubra o que aconteceu …
Leia o resto deste artigo »

A imprensa tem-se-lhe referido como Realidade Virtual. Não é! De facto é realidade aumentada (RA). Certo é que a proposta de conceito da Google, não sendo revolucionária é uma primeira proposta inteiramente realizável já hoje, no curto prazo, com a tecnolologia disponivel. Pode por isso transformar-se rápidamente em produto. E aí é que está a grande novidade dos chamados “Google Glasses” (óculos Google).
Leia o resto deste artigo »

Trabalhar a solo é um desafio para qualquer um. Designers, programadores, publicitários, tradutores, copywriters, arquitectos ou jornalistas, os freelancers em geral, são os principais afectados. A multiplicidade de tarefas a desempenhar, a multiplicidade dos eventos susceptiveis de interromper uma tarefa, e diminuirem o desempenho global, a dificuldade de, com precisão, manter o registo das actividades executadas, por forma a avaliar desempenho e produtividade, ou simplesmente para permitir a facturação… tudo são factores que, se não forem devidamente encarados, rápidamente levam ao cansaço, aproximam o trabalhador a solo do insucesso ou pelo menos da ineficiência.

Mas para quem trabalha com o computador, existe uma solução simples.

Leia o resto deste artigo »

Nada mais do que o título indica: toda a informação sobre o Facebook, necessária para quem trabalha em desenvolvimento web, reunida num único local. O site é do Facebook e destina-se a quem desenvolvendo para a web necessita de informação especifica de como interagir com o Facebook, a partir de sites, blogs, outras redes sociais ou aplicações externas. Mais ainda, está presente toda a informação necessária para desenvolver aplicações para o Facebook.

Leia o resto deste artigo »

Assistia um dia a uma explicação sobre a força da gravidade, dada por um professor do antigo liceu (de competência duvidosa, neste caso) a um aluno que lhe tinha posto algumas duvidas sobre a Lei da Gravitação (ou Atracção Universal), o qual com uma simplicidade admirável (e sabedoria, de credibilidade correspondente à sua competência) afirmou que a terra atrai qualquer corpo proporcionalmente ao inverso do quadro da distância que os separa.

E acrescentou… a maçã de Newton caiu para a Terra porque a Terra a atraiu!

Leia o resto deste artigo »

O aparecimento dos LED’s de elevada potência luminosa, com novas tecnologias e principalmente dos LED’s RGB abriu um novo campo de utilização desta forma de iluminação. Mas quem sabe realmente usá-los?

Leia o resto deste artigo »

A realidade aumentada, pelo menos nas suas realizações mais ousadas, são ainda dominio quase exclusivamente acamédico. Mas o seu potencial tem sido largamente exaltado, as visões futurológicas das suas aplicações, e as experiência bem sucedidas, têm sido fecundas e, muitas delas, tradizidas para pequenas aplicações do dia a dia.

Leia o resto deste artigo »

Há já algum tempo que. depois de aplicações em simulação, em demonstrações, turismo e em informação, iamos vendo experiência variadas com Realidade Aumentada (AR) noutros campos, incluido as situações de grandes eventos de marketing.

O uso da AR em loja e em situações de compra, porém, ainda não tinha passado para a prática.

Leia o resto deste artigo »

[criatividade+-+hemisférios.gif]O artigo tem um nome que diria ingénuo e quase ridículo, mas o conteúdo é soberbo! “De onde vem a criatividade?” ou, diria…  o que é, e como funciona a criatividade?

O artigo é de Sérgio Navega, conferencista brasileiro. O interessante é que de uma forma ligeira e até pouco cientifica os pontos chave sobre a criatividade são tocados um por um.

Leia o resto deste artigo »

Também em Portugal há investigação no campo do Interactive Multimedia.

Claro que isto não é novidade, e já referimos, aqui alguns exemplo de trabalhos desenvolvidos, instalações feitas ou experiências em curso.

Leia o resto deste artigo »

A história dos interfaces multi-touch, para a maioria das pessoas, reduz-se a meia duzia de coisas que aconteceram nos ultimos dois anos, ou seja, a mesa multi-touch da Microsoft, o iPhone, o iPad e pouco mais…

… e no entanto estes resultados e dispositivos, não passam da espuma de um mundo de experiencias, ensaios, estudos e desenvolvimentos que evoluiram ao longo de quase 30 anos (SIM! 30!!!…).  

 

Leia o resto deste artigo »

Sendo o marketing territorial utilizado ao serviço da concepção, gestão e promoção dos lugares, com o objectivo de aumentar a atractividade junto de públicos internos e externos, as estratégias utilizadas pelos lugares para posicionar e comunicar os seus atributos podem apresentar-se como um instrumento precioso ao serviço da estratégia territorial.

Leia o resto deste artigo »

O processo criativo, desenvolvido de uma forma profissional é, na sua essência, um processo que exige em simultâneo uma excelente capacidade de compreensão dos problemas e das soluções convencionais para eles, e a capacidade de os olhar como se de um problema inteiramente novo se tratasse, libertando-se dos processos de solução conhecidos e convencionais, e trilhando de forma autónoma novos caminhos de solução, sem no entanto esquecer o saber acumulado nas anteriores tentativas de solução.

Leia o resto deste artigo »

 

Degradámos o ambiente e o planeta em que vivemos. Procuramos usar a tecnologia para reparar os estragos e para evitar o seu agravamento. Mas estamos longe da solução e provávelmente não iremos já a tempo. Podemos prever, por nossa exclusiva culpa, tempos dificeis para as  gerações vindouras.

O impacto da sociedade no planeta Terra pode ter atingido um ponto sem retorno. Leia o resto deste artigo »

Technology Review - Published By MITCertamente que os detalhes da tecnologia não nos interessam a todos por igual. Para muitos são desinteressantes, pois apenas o resultado tem real interesse: quando a tecnologia se transforma em produto e vem parar a nossas casas.

Leia o resto deste artigo »

Não é segredo nenhum que Portugal é um dos paises do mundo com maior indice de utilização das transacções electronicas, apresentando uma excelente posição no ranking dos paises da UE. 

O número de transações electrónicas em Portugal é já muito grande, e extremamente significativo no ambito do funcionamento da economia, e não são transacções apenas baseadas na internet: todo o sistema de portagens, a rede de ATM’s (em que portugal apresenta uma abundancia muito acima dos restantes paises da UE, com o primeiro lgar absoluto), no número de serviços disponiveis por meios electronicos (mais uma vez as ATM em Portugal apresentam o maior número de serviços, relativamente a toda a UE). 

Leia o resto deste artigo »

A oferta de produção de sites a baixo custo multiplica-se. São estudantes, amadores habilidosos, programadores, freelancers, que sem uma estrutura empresarial, oferecem os seus serviços.

Se bem que sob o ponto de vista de oferta possa ser interessante pelo preço, os problemas surgem depois. É que sem uma estrutura empresarial, sem uma equipa de suporte, muitas vezes sem uma estabilidade de estabelecimento no mercado, uns meses depois, quando o site necessita de ser actualizado ou modificado, quando a empresa necessita de alterar uma morada, um logotipo, uma representada, a descrição de um serviço ou revalidar um alojamento ou um registo de domínio, já não está disponivel quem fez o site.

Leia o resto deste artigo »

 

Para quem trabalha com Fotoshop e outras aplicações de produção gráfica, os recursos disponiveis são tantas vezes o motivo inspirador, ou o factor de limitação.

Podem contar-se pelos milhares os sites na internet dedicados a fornecer recursos de diversos tipos, bem como portfolios de trabalhos inspiradores. Os mixes de recursos são variados. Mas não haja duvida que, além de fontes gráficas, os recursos mais procurados são as texturas e os “brushes”.

Leia o resto deste artigo »

Certamente todos nós, principalmente os mais velhos,  sonhámos alguma vez frente a um cartaz de cinema.

E quantos de nós terão perguntado quem os faria; quem seriam os artistas que os concebiam.

Pois aqui está.

Leia o resto deste artigo »

Há já bastan tempo que visito regularmente um site chamado Portal das Artes Gráficas. O site tem crescido com regularidade e cada vez com mais qualidade de conteudos.

E é nos conteudos que está uma das grandes qualidades deste portal.

Leia o resto deste artigo »

Frequentemente nos perguntam como usar eficientemente a web para o marketing de pequenos negócios, sejam Microempresas, PME ou profissionais liberais. A visão é, em geral, a de um web site que faça milagres.

Na prática, a presença na internet através de um web site é fundamental para qualquer Microempresa ou profissional liberal! Mas não é tudo!  E o potencial da web vai muito além da presença simples através de um website, por muito bom que ele seja.

Definir uma estratégia para a abordagem da web, por uma microempresa, para um efectivo retorno nesse (pequeno) investimento de marketing, passa por conhecer e realmente compreender o potencial.

Este artigo tenta ajudas nesse ponto.

Leia o resto deste artigo »

O mais recente estudo da Marketeer revela que 7 em cada 10 PME portuguesas querem reforçar a aposta em redes sociais para 2010, enquanto três quartos dessas mesmas empresas pretende aumentar o investimento em e-mail marketing.

Os principais factores destacados para justificar o investimento nos canais de e-mail e redes sociais em detrimento dos outros meios mais convencionais passam pela excelente relação custo/benefício, a superior capacidade de medir resultados e o facto de se constituírem numa excelente ferramenta para fidelizar os clientes.

Leia o resto deste artigo »

Um excelente artigo no TEK do sapo, faz a história dos Tablet PC´s, a propósito do alarde feito em torno do iPad da Apple.

Nada a assinalar, a não ser que, de novo, o iPAD pouco vem trazer, antes pelo contrário, quando de repente tira a câmara de video ao iPhone, e o multitasking que qualquer dispositivos que se preze apresenta, principalmente se tiver como alvo o mercado que tem o iPad. Diria que de novo apenas o multitouch… o resto é andar para trás relativamente ao que já estava disponivel. E é bonito, como já disse…

Leia o resto deste artigo »

Já era esperado. Não se sabia era o quê! Mas o resultado foi este:

 

 

 

O que é?

A Apple explica o que está dentro do novíssimo Apple iPad. Mas na realidade só agora vamos ver o que realmente lá está, e para que serve. 

Leia o resto deste artigo »

O conceito não é novo. Mas agora começa a aparecer concretizado em aparelhos que podemos comprar. Os mini projectores estão aí para ficar, e cada vez mais pequenos!

Desta vez ainda não é num telemóvel, mas num aparelho autónomo que apenas depende de uma fonte de video externa, ou da sua capacidade interna de armazenamento, ou mesmo de um cartão de memória SD, onde podem ser guardadas fotos e vídeo. O projector tem capacidade de “media player” embebida.

O modelo é o P1 Pico Projector, da AAXA Technologies.

Leia o resto deste artigo »

Ideias e imagens, pensamentos e momentos, instantes unicos, detalhes, sensações, cores e conceitos, o esperado e o inesperado, surgem-nos um pouco por todo o lado, quando menos esperamos, quando menos estariamos presumivelmente disponiveis, tantas vezes quando percorremos “lugares” internos e externos.

 

 

 

 

Leia o resto deste artigo »

Intitulado 50 Beautiful and Effective Package Designs o artigo do WebdesignerDepot é uma montra de alguns dos mais interessantes designs de embalagens. A mostra é bastante variada, mas cobre essencialmente embalagem de produtos de grande consumo. Alguns são belissimos trabalhos mainstream, mas outros são pura inventividade e concebidos com doses elevadas de criatividade .

Leia o resto deste artigo »

O design industrial e o design de produto nem sempre se mantém no seu tempo. Por vezes avançam, experimentam com outras referências espaciais, estéticas, técnicas e tecnológicas, desenvolvem  conceitos nunca realizáveis ou realizados. Mas tantas vezes os conceitos revolucionam visões, abrem novos caminhos e criam necessidades insuspeitas.

 

 

 

 

Leia o resto deste artigo »

 

a marca “existe num espaço psicológico, na mente do consumidor (…). A publicidade é o meio que nos permite ter acesso à mente do consumidor”.

Randazzo, 1996: 27

Sobre marca, posicionamento estratégico e publicidade, um excelente artigo por Fred Tavares (já de 22/08/2007), que relido adquire cada vez mais significado, é o “Marca: O Conceito STRATEGOS e o Princípio de GAUSE da Exclusão Competitiva” , no site Portal do Marketing.  

 

Ilustrar conceitos abstractos, sensações ou impressões pode ser algo dificil e tarefa para gente realmente criativa.

I Miss My Pencil, de Martin Bone and Kara Johnson da IDEO, é um livro que explora e expõe a vertente do “fazer design” como uma tarefa e actividade que tantas vezes termina em si mesma, completando-se apenas no prazer de realizar em modelos e objectos unicos o que foi idealizado, constituindo apenas novo ponto de partida para mais explorações e desenvolvimentos sobre o mesmo tema.

Leia o resto deste artigo »

Gerir um projecto, mesmo que se trate de um pequeno projecto, pode exigir dispor das ferramentas adequadas. As ferramentas de software disponiveis são várias.

Mas quantas são de qualidade e, principalmente, GRATUITAS?

Leia o resto deste artigo »

PCEO Main FormsIniciar, desenvolver ou concluir um projecto de uma aplicação Web, pode ser uma dor de cabeça quando não se seguem os passos necessários.

A metodologia escolhida, essa, já pode ser variável. Mas uma coisa é fundamental para garantir o exito e manter sob controlo um projecto: a disponibilidade de uma boa metodologia estruturada de abordagem do projecto (e o uso das respectivas ferramentas).

Leia o resto deste artigo »

henrique agostinho

O nome é ®evolução, o autor é Henrique Agostinho… e esta é a frase com que o livro começa… e diz quase tudo:

“Está, finalmente, toda a gente de acordo: a Internet vai tomar a indústria da publicidade de assalto”

 

Leia o resto deste artigo »

Este será um ano de mudanças. Não tanto mudanças estéticas, mas muito mais mudanças a nivel tecnológico. Mas as tendencias estéticas vão-se notando também.

A influência que os dispositivos moveis terão no modo como se pensa o webdesign, poderá ser avassaladora, quer para as opções tomadas a nivel tecnológico quer mesmo a nivel estético. Usabilidade e minimalismo serão uma das chaves. 

Leia o resto deste artigo »

 

 

 

 

 

“The tower is a global icon. It represents the determination and optimism of Dubai as a truly world city. It is a powerful symbol for the entire Arab world.”
Mohamed Alabbar

 

 

Leia o resto deste artigo »

 

“Podemos escolher o que semear, mas somos obrigados a colher apenas aquilo de semeámos”

 (Provérbio chinês)

 

 

“Born in Lisbon in 1977, Guilherme Martins is a versatile art director, illustrator, designer and artist. Always interested in new forms of art, Guilherme started early to experiment with various mediums video, photography and drawing. Guilherme has worked for several design studios and ad agencies in Lisbon since 2000. In 2008 he started to collaborate with Rui Horta on visual projections and visual content creation.

As a tinkerer he has a particular interest in experimenting with robotics and electronics in order to create innovative interactive experiments.”

 

 

Leia o resto deste artigo »

Criar a identidade visual de uma entidade é muito mais que apenas criar um logotipo; este é apenas uma pequenissima parte do trabalho.

Toda a imagem tem que ser pensada para servir a identidade  e comunicar os valores da entidade, seja um organismo da administração publica, uma empresa, uma organização, um privado ou uma marca.

Leia o resto deste artigo »

[rambler_socket1.jpg]

Ter uma abordagem original e limpa de preconceitos permite, resolver problemas que nos atormentam a vida, com objectos simples mas geniais.

Porque é que nunca me lembrei disto? Quem nunca fez esta pergunta?

A questão tem a ver com os preconceitos sobre os objectos tal como os conhecemos. Design é precisamente a abordagem que nos permite encarar os problemas e resolvê-los, de uma forma fresca, original e eficaz, desligada das soluções conhecidas e ineficazes (pelo menos sob certos pontos de vista).

Leia o resto deste artigo »

Os Robots não são novidade. Nem sequer o são, quando apresentam faces realistas. O cinema tem explorado essa vertente dos desenvolvimentos tecnológicos e tem aproveitado as suas potencialidades em filmes de grande qualidade.

Mas o Dr. David Hanson’s não faz cinema, nem se limita a construir faces para os robots. O seu campo de pesquisa é na àrea das expressões, dos robots sociais, da empatia e das reacções faciais, assim como o do campo complementar do reconhecimento de faces e pessoas pela máquina, com o reconhecimento das expressões faciais dos interlocutores.

Leia o resto deste artigo »

O site Gizmodo sempre apresenta posts de grande interesse para quem se interessa por tecnologias. Destas vez escolheu os 50 piores gadgets da década

De inúteis robots do Elvis, a dispositivos que nunca chegaram a fazer realmente o que prometiam (ou que o faziam mal), passando por péssimos designs que prejudicaram definitivamente a sua aceitação pelo público, ou simplesmente coisas sem pés nem cabeça… há de tudo! 

Leia o resto deste artigo »

Legible London é um novo projecto destinado a auxiliar os pedestres a percorrer a capital britânica.

Constituido por grafismos, mapas e mobiliário urbano, começou a ser testado na zona de Bond Street e já se espalhou por três àreas da cidade, em funcionamento piloto, sendo usado por locais e por turistas. Durante 2010 espalhar-se-á pelas restantes zonas de Londres, em parceria com autoridades e parceiros locais, num sistema coerente e omnipresente, capaz de levar qualquer visitante de qualquer ponto a qualquer outro ponto de Londres.  

Leia o resto deste artigo »

Nada…

Claro que muito aconteceu no mundo do multi-touch. Mas o resutado é… NADA. Porquê? Pois, resposta dificil!

Nada, é pouco, certamente! Mas nada é precisamente o que aocnteceu! Novidades tecnologicas, são quase nulas. Desenvolvimentos de negócio não parecem muito aparentes. Evoluções do mercado não são relevantes!

Que se passou então?

Leia o resto deste artigo »

Fiquei entusiasmado com alguns dos desenvolvimentos multimedia que apareceram em 2009. Confesso que sim. Principalmente as àreas do multitouch e da interactividade estiveram prenhos… infelizmente continuam e parece que o parto está dificil.

Leia o resto deste artigo »

É um site pouco conhecido e o design das suas páginas é pobre (ou inexistente), pouco elaborado e ainda menos atractivo. No entanto a sua utilidadeé imensa.

É um site de links selecionados de Portugal, um imenso repositório de utilidades. 

Leia o resto deste artigo »

Uma visão desassombrada de como o design modificou no mundo moderno as práticas da engenharia e como cada vez mais o design assume posições de relevo no balanço entre tecnologia e negócio.

Leia o resto deste artigo »

O metro é cada vez mais um elemento integrante das redes de transportes urbanos nas nossas cidades e fazem parte do percurso diário de milhões de pessoas em todo o mundo. Não admira portanto que cada vez mais se aposte na sua qualidade arquitectónica e design. Outras vezes apenas na espectacularidade. Fica aqui uma montra de algumas novas realizações em estações de metro (e algumas mais antigas).

Elaborar um briefing não tem segredos para quem trabalha nas àreas da comunicação, publicidade, marketing e media.

Mas não é garantido que todos saibam elaborar um bom briefing ou que entendam todo o processo. Aqui fica um resumo do básico e de boas práticas.

 

Briefing – Palavra de origem inglesa, com raiz no verbo brief (informar, instruir). Trata-se de um documento escrito, realizado por alguém que dá instruções (anunciante, cliente, designer de comunicação) e que evidencia todas as informações e orientações de base, necessárias para elaboração de um trabalho, projecto ou execução de uma tarefa.

 

Leia o resto deste artigo »

Arnold Sanow, autor de vários livros sobre gestão e marketing, deixa na Briefing “25 conselhos para manter clientes toda a vida”. Alguns parecem obvios, talvez até simplistas e ingénuos. Mas não são: são esses precisamente os mais esquecidos. A ler com atenção.

Leia o resto deste artigo »

Prever é sempre fazer futurologia, o que é arriscado. Mas as leituras possiveis dos sinais permitem caminhar em terreno seguro, quando os interpretamos, na analise de tendências e de mudanças. Certamente nenhuma analise de tendencias é 100% segura.

Leia o resto deste artigo »

Science of Time é a face visivel de uma organização mundial de estudo de tendencias de mentalidade e consumo, logo tendencias de marketing. Organiza-se como uma rede colaborativa de investigadores e profissionais desta área e resulta num acumular de conhecimento incomparável, e numa permanente atenção ao que se passa em todo o mundo.

Leia o resto deste artigo »

O Nui Group reuniu todos os conhecimentos dispersos sobre as tecnologias open source multi-touch e resolveu publicar um livro, que reune os conhecimentos, projectos e resultados de experiencias dos vários membros, que antes estavam em formato Wiki, espalhados por foruns, em textos do próprio site e textos dos blogs e sites dos seus membros.   

Denominado “Multi-Touch_Technologies” o livro que, por contar com contribuições de multiplas pessoas se chama “community book”, teve o tratamento adequado e foi publicado em PDF, ainda antes de toda a informação nele contida vir a ser de novo revertida para um WiKi que ficará disponivel para consulta publica, sob licença public commons. A edição em papel poderá seguir-se se houver interesse, assim que estabilize a revisão da versão electrónica. 

Leia o resto deste artigo »

Physical Computing não é própriamente uma disciplina, nem da informática, nem da electrónica  nem sequer da engenharia. De facto não é mais que um punhado de conhecimentos de electrónica, sensores, actuadores, microprocessadores e programação que permitem criar pequenos sistemas, de fácil produção, que interagem com o mundo de formas mais sofisticadas que um simples teclado, usando principios da robótica, automação, etc.

Leia o resto deste artigo »

Andreas Struppler e a sua equipa são fascinados pela funcionalidade inteligente, desenvolvimento tecnico e novos materiais.

Nascido em Munique em 1964, trabalhou em várias oficinas antes de estudar arquitectura e design na Universidade de Kassel. Ganhou valisosa experiencia em estudios de Milão, Munique e Berlim antes de abrir o seu proprio estudio de design em 1992: o Andreas Struppler Design em Munique.

Leia o resto deste artigo »

Há um blog a que eu sempre retorno, e sempre releio. É o blog de  Tim Brown da IDEO. Chamado Design Thinking é provávelmente um dos mais influentes blogs no mundo do design. Design no sentido integral do termo. Influente na mais profunda acepção do conceito.

Tim Brown reflecte sobre a função e a forma, sobre o método e o fundamento, sobre o resultado e as opções. E reflecte com a mente aberta e um capacidade brilhante de realmente tirar elações, analisar e criar.

Leia o resto deste artigo »

mitO programa estabelecido entre Portugal e a Engineering Systems Division da School of Engineering do MIT  é certamente um dos mais ambiciosos estabelecidos na àrea da investigação e desenvolvimento no nosso país. Se os resultados práticos não são ainda muito visiveis, alguns efeitos se manifestam já, nomeadamente na alteração da atitude e cultura universitária relativamente aos aspectos de colaboração entre instituições e com a a industria.

Leia o resto deste artigo »

Na Parte 1 e Parte 2 destes artigos sobre Web Design analisaram-se aspectos da psicologia humana, principalmente na àrea da leitura, percepção e memória, que são fundamentais para as decisões que se colocam a um gestor de um projecto Web ou a um designer  encarregue de construir um site web de raiz.

Vamos agora a aspectos práticos. A pergunta que se impõe é: na prática, quais as consequencias dos vários aspectos que influenciam a percepção que um utilizador tem de uma página web, na forma como ela deve ser planeada e concebida? Como conseguir uma efectividade no seu design e realização.

Leia o resto deste artigo »

Está fantástico! Simplesmente isso…

Criativo e imaginativo, simples e muito directo nos conceitos. Possivelmente melhor que o browser…

Leia o resto deste artigo »

A regra ou proporção de ouro fascina qualquer um. No post As Proporções Aureas falámos deste tema. Mas desta vez é a arte de Walt Disney que vos deixo aqui.

De uma forma simples e intuitiva fica aqui explicada em video a Proporção Áurea, de uma forma genial que só esta figura impar conseguia. A não perder, para quem não conhece, e a rever para quem se recorda de já o ter visto algures na sua juventude.

Leia o resto deste artigo »

O conceito é interessante e o bar também. O efeito é espectacular. Agora apareceu um video mais longo que o mostra em detalhe.

É possivelmente o maior ecrã multitouch do mundo. E  ainda que já tenha uns anos, continua a fascinar.

A não esquecer.

Leia o resto deste artigo »

Definindo-se como uma fusão entre o oriente e a interactividade, este é o mais extraordinário restaurante do mundo!

As mesas interactivas, com projecção feita a partir do tecto, permitem a navegação em menus, a escolha e o pedido automático de pratos, bebidas, entradas e sobremesas, a visualização de fotos e videos, a exploração das informações sobre o menu. Webcams na cozinha proporcionam o assistir em detalhe á confecção do prato. O tempo de preparação é informado, e o cliente sabe sempre quando será servido. Chamar o empregado de mesa, consultar a conta, fazer o pagamento, tudo está também previsto.

Leia o resto deste artigo »

Criar moderno mobiliário urbano de interior e exterior, com suporte a meios digitais e interactivos, tem sido um dos fitos da Dreamfeel.

Recentemente fomos solicitados para conceber e propor a instalação de meios multimedia e interactivos para um novo projecto comercial imobiliário. O programa era simples: conceber e propor meios audiovisuais que possam valorizar o espaço e a comunicação com o visitante.

Leia o resto deste artigo »

A Wired Magazine (um magazine online, já com largos anos e um público fiel) sempre aborda de forma desassombrada temáticas interessantes do mundo digital (só possivel pela qualidade dos autores de que dispõe). Mas não só.

Num interessante artigo, de há já algum tempo, a temática do poder da publicidade e do marketing, da forma como a manipulação do espectador, do uso dos seus desejos mais profundos, dos seus medos e aspirações, põe na mão de quem publicita um meio com um poder imenso. Poder de vender mas também poder de mudar comportamentos, de alterar a sociedade, ou de intervir de forma suspeita ou insuspeita no funcionamento e na psicologia das pessoas, nas suas opções politivas, de estilo de vida, ou na forma como entendem o mundo e as acções de quem detem o poder.

Leia o resto deste artigo »

Os quiosques multimedia foram moda há uns anos atrás.

Espalharam-se como cogumelos mas, como aqueles, rápidamente se tornaram pouco mais que recordações mortas a um canto em cada local onde foram instalados, pela desactualização tecnológica, por terem perdido o efeito de novidade mas, principalmente, porque alguem se esqueceu que os conteudos necessitam de ser actualizados, sob pena de obsolescência.

Leia o resto deste artigo »

O Imagens de Marca é um magazine de informação dedicado à publicidade e marketing, que aborda a temática da comunicação das marcas.

Temas dedicados à estratégia, análise, inovação, bastidores da publicidade, responsabilidade social, entre outros, são motivo de reportagem no programa. O Imagens de Marca está no ar na SIC Notícias desde Janeiro de 2004, tem vindo a conquistar um público muito fiel e afirmou-se no mercado como uma referência no mundo das marcas e das empresas nacionais e internacionais .

Leia o resto deste artigo »

O que acontece se deixarmos o cliente dirigir o brifieng, comandar o trabalho de design ou assumir o controlo das opções?

Simples: o cliente assumirá que sabe o que fazer, e passará directamente a definir COMO fazer o trabalho, e qual será o resultado final do trabalho, em vez de, isso sim, explicar apenas e tão simplesmente o objectivo detalhado do trabalho que encomenda. Em vez de explicar os objectivos, determina o resultado.

Leia o resto deste artigo »

Há em Londres um gabinete de arquitectura incontornável, com obras espalhadas um pouco por todo o mundo. O Arquitecto por detrás do seu exito chama-se Norman Foster e dá o nome ao gabinete: Foster+Partners.

Norman Foster nasceu em Manchester em 1935, e licenciou-se no Manchester University School of Architecture and City Planning até 1961, altura em que ganhou uma bolsa Henry Fellowship para a Universidade de Yale, onde fez o Doutoramento em Architectura.

Leia o resto deste artigo »

Multimédia (Portugal) ou multimídia (Brasil) é a combinação, controlada por computador, de pelo menos um tipo de media estática (texto, fotografia, gráfico), com pelo menos um tipo de media dinâmica (vídeo, áudio, animação) (Chapman & Chapman 2000 e Fluckiger 1995). in Wikipedia

Sincronizacao-dos-contactos-e-dos-dados-de-multimedia-do-seu-telemovelMultimedia é pois por definição o que resulta da combinação em computador (ou controlada por ele), de vários meios num resultado que apela a um ou vários sentidos. No entanto, e nesse sentido, considerando aquilo em que se tornou um computador hoje, é evidente que é demasiado restritivo falar e limitar o conceito de multimedia apenas a video, audio ou animação (para os meios dinâmicos) ou a texto, gráficos ou fotografia. Mas, por outro lado, é demasiado abrangente…

Leia o resto deste artigo »

img_actividades1Um museu não precisa de chato. Realmente não. Alguns são. outros não, de todo.

O Museu da Ciencia, de Coimbra, está no segundo grupo.

Tire algum tempo, e veja a colecção online em Museu da Ciencia – Colecção Online. Se o que viu lhe interessa, se faz parte do seu imaginário, então este artigo é para si.

Leia o resto deste artigo »

O Porto transforma-se num lugar do futuro

Festival sobre media digitais e culturas locais, Future Places decorre entre terça-feira e sábado, espalhado por várias partes da cidade.

Qual o impacto que os media digitais exercem sobre as culturas locais? É nesta questão que se centra o festival Future Places, cuja segunda edição decorre de terça-feira a sábado.

Leia o resto deste artigo »

imagesNão é raro encontrar marcas que, ao longo do tempo, constroem uma imagem, ou uma linha de comunicação com o seu mercado.

Porém surpreende sempre quando, mais do que observar cada peça de publicidade ou de comunicação de marca, per si, observamos a consistência com que em alguns casos isso é feito ao longo do tempo e sempre dentro de uma mesma linha.

Leia o resto deste artigo »

MupiNão sabe o que são mupis? Então veja aqui. Fácil, fácil!

Se procurar num dicionário, não encontra. A Wikipedia é muda sobre mupis… O que é um MUPI? No mundo dos meios e publicidade, todos sabemos o que são. Para um leigo é uma daquelas palavra que fazem parte do “publicês”, mas…afinal… não é nada do outro mundo!

Leia o resto deste artigo »

“Fundo Capital Criativo” é o instrumento financeiro de apoio às Indústrias Culturais e Criativas cuja constituição foi aprovada pelo Ministério da Economia e da Inovação e pelo Ministério da Cultura no passado dia 1 de Outubro de 2009.

Leia o resto deste artigo »

A propósito de jornalismo, alguém dizia há dias que a internet social não era mais que um elemento adicional de perturbação, e que a infantilidade do meio não o adequava a mais do que meia duzia de disparates de “putos” e “pitas” e inclusivamente que pode e deve ser ignorado, pois muito mau seria andar permanente a correr frenéticamente, ontem atrás de um facebook, hoje de um myspace, sempre em evolução e sempre desaproveitados,  amanhã de um Twitter que nunca verá as facilidades entendidas, e que mais será depois de amanhã? 

Já ouvi o mesmo vindo da boca de marketeers e de publicitários.

Leia o resto deste artigo »

WordpressO WordPress é um reconhecidissimo CMS (Contents Management System), que permite a construção sólida e rápida de Websites, Blogs e aplicações online. A facilidade de uso e capacidade inata de expansão tornaram-no num dos mais populares nessa classe de produtos. Ainda melhor, o WordPress é uma solução em Open Source e qualquer um pode contribuir ou melhorar o seu código, adaptando-o às suas próprias necessidades.

Leia o resto deste artigo »

The word Dasein was used by several philosophers before Heidegger, with the meaning of “existence” or “presence”. It is derived from da-sein, which literally means being-there/here, though Heidegger was adamant that this was an inappropriate translation of Dasein. In German, Dasein is the German vernacular term for existence.

For Heidegger, however, it must not be mistaken for a subject, that is something definable in terms of consciousness or a self. Heidegger was adamant about this distinction, which carried on Nietzsche’s critique of the subject. Dasein, as a human being that is constituted by its temporality, illuminates and interprets the meaning of Being in Time. Heidegger chose this term as a synonym for “human entity” in order to emphasize the critical importance “being” has for our understanding and interpretation of the world.

Leia o resto deste artigo »

A Coca-Cola não gostou de um vibrador!!!

…e com isso interferiu na Experimenta Design 2009, fazendo retirar uma obra da designer Catarina Pestana.

Leia o resto deste artigo »

Blog Stats

  • 179,916 hits

Add to Technorati Favorites
Twingly BlogRank

PageRank

PageRank

FastCompany

ted.com

www.designboom.com

http://www.dexigner.com

http://www.core77.com

www.designweek.co.uk

www.abduzeedo.com

http://mashable.com/

http://designmind.frogdesign.com/

http://bldgblog.blogspot.com/

Dreamfeel

Junho 2015
D S T Q Q S S
« Jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  
Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.