Cortana, Amazon Echo e Google Home


Cortana personal assistant MicorsoftA lista dos assistentes pessoais activados por voz, e baseados em Inteligência Artificial (IA), está já suficientemente povoada para não passar despercebida a ninguém.

Já desde 2012 que a  Google tinha disponibilizado o Google_Now, para Android, considerado pela conhecida revista americana Popular Science a “Inovação do Ano”, no ano do seu lançamento (em 2012).

Google Now

Personal Assistant S-Voice da SamsungO Google Now é um assistente de pesquisa, integrado no Google Search de telemóveis como o Samsung Galaxy Nexus, activado por voz, mas com algumas funcionalidades adicionais de activação de aplicações no dispositivo (compromissos/agenda, aniversários, pesquisa de contactos, pesquisa de actividades, activação de navegação e trajectos no maps, pesquisa de postos de gasolina, transportes públicos, etc.).

O outro, dos primeiros: o SIRI

Siri, da Apple, no iOS

Aliás já uns anos antes, desde 2007, que vinha sendo desenvolvido uma outra aplicação semelhante, conhecida por Siri, para o iOS da Apple, e desenvolvido pelos especialistas de IA da SRI International (SRI), fundada como Stanford Research Institute  (hoje um dos maiores institutos mundiais de pesquisa em IA).

O Siri, é básicamente era um interpretador de linguagem natural (voz), capaz de entender vários idiomas, com uma arquitectura que possibilitava a sua expansão a ainda outros mais, e com capacidade de escrever emails, mensagens de texto, anotações, entradas de diário, procurar contactos, ou simplesmente entrar buscas em motores de pesquisa directamente a partir da voz do utilizador.

Os planos seriam para que a aplicação fosse portada para outros sistemas operativos, incluindo Android e BlackBerry, mas acaba por ser adquirido em 2010 pela Apple que, entretanto, prossegue o seu desenvolvimento apenas em iOS, agora exclusivamente para os seus produtos iPad, iPod e iPhone,

Nas últimas versões, a partir de 2012 o Siri é já o verdadeiro Assistente Pessoal da Apple, baseado em IA, capaz de uma infinidade mais de funcionalidades, e perfeitamente integrado no iOS.

A multiplicação de cenários

O conceito agradou, e entrou nos hábitos de muitos utilizadores de smartphones. Mas as pesquisas nesta área, foco de enorme atenção como aliás toda a área da IA e dos interfaces humanos naturais e de linguagens naturais (incluindo a voz), rapidamente foram empurrando o Siri para novos desenvolvimentos, e foram também tornando comum, e até limitada e obsoleta, a tecnologia inicialmente usada pela Google que, e por isso mesmo, não parou a sua investigação nesse campo.

Google Now

Vários conceitos e produtos foram surgindo entretanto, geralmente baseados em tecnologia bem mais recente e mais desenvolvida, e eventualmente não necessariamente preso a uma aplicação específica (como era o caso do Google Now, preso ao Google Search mas podia ser usado no Android, no IOS e no Chrome), mas agora baseados em potentes sistemas de AI baseados na nuvem, e beneficiando dela no que concerne à disponibilidade de dados, de informação e de serviços, em interacções genéricas com outras aplicações, através dos respectivos API (Application Programming Interface, ou seja interface de programação da aplicação) e tecnologias de reconhecimento e síntese de voz de última geração.

O mais conhecido, e possivelmente mais desenvolvido como produto é o Alexa da Amazon que entre outras coisas é capaz de manter diálogos extensos, fornecer informação relevante e contextualizada, além de noticias e dados históricos, reconhecer aniversários e efemérides, contactos e email, interagir com serviços de música, .

Cortana, S Voice e Google Assistant

Mas não menos conhecido é o Cortana, da Microsoft que, incluído no Windows 10, está presente nos smartphones daquela marca, tal como no Windows 10 para PC (ainda que geralmente não activado fora dos países de língua inglesa).

S Voice - Samsung Assistant no Galaxy PhonesTambém a Samsung tem o seu próprio Assistente Pessoal, denominado S Voice e com funcionalidades semelhantes ao antigo Google Now, apesar de mais integrado com o suporte a redes sociais, e grandemente baseado em Web Services disponibilizados na rede.

E a própria Google acabou por lançar um novo assistente, consistente com os desenvolvimentos técnicos entretanto conseguidos, também activado por voz e, tal como os restantes, baseado em IA: o Google Assistant, que ultrapassou completamente as limitações da tecnologia do anterior e pioneiro Google Now.

Mas, apesar disso, não foi nem nos smartphones, nem nos desktop’s que estes assistentes pessoais causaram realmente sensação!

O Amazon Echo

Amazon Echo, Amazon Tap e Amazon Echo DotO facto é que estas aplicações agitaram as águas principalmente quando a Amazon lançou um dispositivo em que o seu assistente Alexa (software) reside, provido de ligação internet, microfone hands-free, assistido por uma tecnologia dita de far-field (que permite a interacção mesmo quando o utilizador se encontra distante do microfone e envolvido emambiente moderadamente ruidoso (TV, música, etc) , auto-falante de qualidade musical, conectividade bluetooth, e capacidade de interagir com outros dispositivos domésticos, de media e de domótica. O dispositivo da Amazon chama-se “Amazon Echo” e, entretanto ganhou como “irmãos” mais dois dispositivos semelhantes: o irmão mais pequeno, chamado “Echo Dot”, e o irmão portátil chamado “Amazon Tap”.

Amazon Echo, Amazon Tap e Amazon Echo Dot

O Google Home

Google Home, baseado no Google Assistant

Já a Google lançou quase em simultâneo o dispositivo Google Home, um dispositivo semelhante, baseado no seu Google Assistant, e por coincidência com capacidades muito próximas das dos dispositivos da Amazon, mas com uma característica muito interessante: é capaz de identificar todas as vozes existentes numa casa, e portanto de personalizar as experiências do utilizador em função dessa identificação (cada utilizador pode aceder à sua conta própria de email, ou ás suas “play-lists” no seu próprio serviço de música, por exemplo.

Adicionalmente, ao contrário do Alexa da Amazon, o Google Assistant já funciona com a maioria dos idiomas europeus, e não apenas com o Inglês, Alemão, Espanhol, ou Mandarim, como aconteceu com os dispositivos da Amazon no seu lançamento (o português, quarta língua mundial, ainda não é devidamente suportado!).

Google Home droped base

Potência e qualidade Hi-FI

E não se pense que estes são dispositivos de brinquedo, quanto à qualidade do som.

De facto são, em qualquer dos casos, potentes colunas de qualidade Hi-Fi, capazes de reproduzir a mais exigente música que o utilizador queira seleccionar, seja por streaming Bluetooth a partir de um qualquer outro dispositivo (smartphone, tablet, desktop ou portátil), seja por streaming da net a partir de um dos serviços associados (como o Pandora, Spotify, TuneIn, YouTube Music, etc., dependendo dos parceiros do dispositivo escolhido) .

51-0fvyu5ML._SL1000_

Conectividade

Mas uma das mais interessantes funcionalidades destes dispositivos é a sua capacidade de ligação a outras appliances (outros dispositivos). E não pensemos que se trata de uma coisa de somenos porque, afinal, é aqui que está a verdadeira capacidade inovadora: controlar aquecimentos e ar condicionado, ligar e apagar luzes e electrodomésticos, como aparelhos de televisão, fornos fogões e microondas, comunicar com dispositivos de domótica e/ou computadores, etc.

Wemo® Switch Smart PlugTecnicamente pareceria ser pouco mais que um pesadelo, uma vez que há múltiplas tecnologias, e cada marca usa e escolhe o seus próprios padrões, tornando as várias marcas incompatíveis. Mas em todos os casos o que foi feito foi escolher alguns dos mais divulgados padrões e implementá-los, em detrimento de todos os outros. Afinal, a única opção possível.

Em ambos os casos a interface suporta protocolos e marcas como Wemo (Belkin), Samsung Smart Things, Phillips hue – Personal Smart Lighting e nest.

IoT protocol ZigBee zigbee allianceNo caso do Amazon Echo, adicionalmente são suportados, por agora, Insteon, tp-linkecobee ou wink e no caso do Google Home, as opções adicionais são IFTTT e Honeywell. Mas nada impede que as listas aumentem, num futuro próximo, cobrindo ainda os standards independentes de marca que, só agora, se estão a desenvolver como os LoRa Wan IoT networkprotocolos e standards para IoT (Internet of Things), de que um exemplo são os protocolos Thread, LoRaWan, Sigfox ou ZigBee.

E ficamos por aqui?

Mas é claro que não! A parte interessante é que outros dispositivos do mesmo tipo estão a aparecer no mercado.

BSP60 da Sony

Smart Bluetooth Speaker BSP60 da Sony (ou será um Personal Assistant?) De entre todos, talvez o não menos interessante seja o dispositivo da Sony chamado BSP60 e que é um dispositivo Android (tem o sistema operativo Android como seu suporte interno e como preferência de ligação) mas que a Sony designa como Smart Bluetooth Speaker (e é mesmo!).

BSP60 o Personal Assistant da SonySony-BSP60-Smart-Bluetooth-Speaker-UnboxingSenhor da maioria das funcionalidades já apontadas aos restantes serviços e dispositivos, o BSP60 acrescenta algumas pequenas novas funcionalidade: por um lado dispõe de um display para informação textual, e por outro lado dispõe de motorização, com pequenas rodas na sua parte inferior, e com a capacidade de navegar e de se deslocar na superfície em que for colocado!

Sony BSP60 Smart Bluetooth Speaker for AndroidE o BSP60 mostra personalidade e comportamentos autónomos reagindo, por exemplo, com movimento e luz às interacções do utilizador (tem um conjunto de LED’s sob pequenas calotas esféricas que funcionam como “orelhas” que abrem em certos momentos).

Felizmente esses comportamentos podem ser desligados, segundo a configuração que lhe é dada pelo utilizador! Mesmo se não fossem, e se não tivesse sucesso de qualquer outra forma, o BSP60 seria um sério candidato ao mais irritante despertador jamais inventado!

O passo Microsoft: Invoke, by Harman Kardon

Já a Microsoft tem um problema a resolver, com o Cortana.

Microsoft Cortana PT-BRSe por um lado o suporte linguístico do Cortana é limitado (não existe suporte à maioria das línguas europeias, como por exemplo o português, mesmo que exista suporte – muitíssimo deficiente, assinale-se – ao português BR), o que limita tremendamente a sua utilização no Windows 10 (mesmo sabendo que com tantas centenas de milhões de sistemas instalados em todo o mundo, alguma utilização acaba por ser feita!), por outro lado a grande aposta da Microsoft com o Cortana era a sua utilização nos Smartphones e Windows. E como se sabe a utilização de Windows 10 em em tablet’s, mas principalmente em smartphones, é já uma aposta completamente perdida pela Microsoft!

E nem o facto de recentemente o Cortana ter passado a suportar instalação em iOS e Android, nem sequer os planos da Microsoft para o integrar na industria automóvel (por via de uma parceria com a Harman Kardon), vem resolver esse problema (porque é já uma corrida viciada, em que outros concorrentes estão melhor posicionados, com o Alexa da Amazon a constituir perto de 74% das utilizações domésticas, logo seguido do Google Home com 24%, e o Siri e o Google Assistant a cobrirem bem mais de 75% das aplicações móveis).

Mas mais grave que tudo isto é o facto de a Microsoft nunca ter encarado o Cortana como appliance (dispositivo), mas sim como app (application, peça de software). E por isso não existia um dispositivo autónomo que o suportasse, como o Echo da Amazon ou o Home da Google. Isso até agora…

invoke microsoft harman kardon

…porque o facto é que a Microsoft entendeu essa falha e, numa parceria com a gigante do som Harman Kardon, lança agora o seu próprio dispositivo para o Cortana: o Invoke, nada mais que uma espécie de Amazon Echo melhorado. Ou uma espécie de “me-too” da Microsoft, nos dispositivos de Assistente Pessoal.

Acontece que sendo produzido pela Harman Kardon a Microsoft apresenta um argumento de peso: a qualidade sonora está garantida (tanto mais que o dispositivo é apresentado com nada menos que três tweeters, motor woofer bass reflex, e som de 360º!

Mas a grande cartada da Microsoft passa pela abertura do API (Aplication Programming Interface) e do SDK (Software Development Kit) do Cortana á comunidade de desenvolvimento em open source.

O facto é que com centenas de milhões de sistemas Windows instalados por todo o mundo, o que não dominou pelos produtos, perdida que está a guerra nos dispositivos móveis, a Microsoft procurará dominar pela posição que tem no software. E não me parece que essa seja uma guerra possível de perder, mesmo que cometa mais erros! Invoke, com Cortana

O Futuro

O campo dos Assistentes Pessoais, é certamente um campo em que se vão passar várias coisas no futuro próximo.

Se por um lado a investigação e os desenvolvimentos sobre os interfaces naturais vão prosseguir, e cada vez mais línguas, e mais elaboradas interacções, vão ser incluídas quer nestes softwares, quer nos dispositivos que os suportam, por outro lado a IoT (Internet of Things, ou Internet das Coisas) está actualmente em explosão e as aplicações e dispositivos disponíveis a crescer de forma exponencial.

Amazon Echo Show - voice, image and touch
O novissimo Amazon Echo Show, ou seja o Alexa, ou um Amazon Echo, com imagem e touch screen!

Os desenvolvimentos no campo da IA (Inteligência Artificial) estão também em fase de aceleração. Com o desenvolvimento da IoT , cada vez mais serviços web, gadgets, dispositivos, boards e appliances irão aparecendo e sendo suportados pelos Assistentes Pessoais, assim como os protocolos de comunicação irão sendo estabilizados e a conectividade normalizada. Os próximos tempos serão de novidades sem surpresa. Aparecerá certamente a incorporação de interacções com cada vez mais dispositivos domésticos, cada vez mais serviços internet e eventualmente a incorporação de novos paradigmas de TV (o Facebook acaba de anunciar a sua entrada na corrida da televisão via net), de vídeo, AR (Augmented reality), face/voice recognition além de chamadas vídeo (veja-se os novos dispositivos da Amazon, como o Echo Look bem como o recentemente anunciado e novíssimo Echo Show

Entretanto todos estes dispositivos serão uma adição fabulosa para a estante dos gadgets, onde a maioria deles morre abandonados e inúteis, após o período de encantamento.

Referências

Google_Now na Wikipedia
Google Assistant
Google Home
Google Assistant no pplware (sapo)

Amazon Echo, Amazon Tap e Amazon Echo Dot, na Amazon
Differences Between Amazon Alexa Devices
, na Amazon
Alexa
Alexa Smart Homes

Amazon Echo Look
Amazon Echo Show

Cortana da Microsoft
Cortana na Wikipedia
Microsoft Invoke, da Harman Kardon na Wired
Microsoft Invoke, da Harman Kardon na Adrenaline
Primeiras revelações do Invoke, no Adrenaline
Cortana em PT-BR

Siri
iOS da Apple
SRI International (SRI)

S Voice da Samsung

BSP60, da Sony
Análise ao BSP60, da Sony (Tech Mundo)

 

Guardar

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s