macromedia shockwave playerFlash e Shockwave são duas tecnologias originárias na Macromédia. Actualmente, após aquisição, são detidas e desenvolvidas pela Adobe, ambas largamente usadas na internet. Até aqui, e geralmente, todos o sabem.

Em geral todos reconhecem conteúdos Flash, tipicamente animações ou àreas interactivas num website e até, quantas vezes, web sites integralmente realizados em flash. Eventualmente alguns de nós reconhecem a tecnologia Shockwave, principalmente em aplicações web do tipo jogos online, aplicações gráficas animadas ou interactivas, e em geral onde uma grande carga de programação é percebida, com animação de gráficos.

No entanto é frequente encontrar quem coloque a dúvida, e se questione sobre a diferença entre ambos. E vamos lá ver… não é de admirar!

  • São ambas tecnologias originárias da mesma empresa.
  • Ambas são plataformas usadas na net para animação gráfica, algumas vezes incorporando dados do próprio utilizador.
  • Ambas se apresentam como plugins dos browsers internet.
  • Ambas fazem uso do ActiveX, nos web browsers.

Para agravar toda esta confusão, nem a documentação da Adobe, nem o seu site ajuda qualquer não técnico a entender a diferença: muito pelo contrário, reforça a confusão, ao indescriminadamente associar ambas as tecnologias às mesmas soluções para a internet!

Contudo, quando se investiga mais profundamente acabam por se descobrir as diferenças, ainda que em alguns aspectos, não reste outra solução que consultar a velhinha documentação original da Macromédia!!! Mas as diferenças que se descobrem, apesar de enormes, nem sequer são muito perceptiveis ou fáceis de compreender na prática pelo comum dos mortais! E assim, mesmo quando algum especialista tenta explicar, apenas aprofunda a confusão!

Mas se colocadas em termos menos técnicos as diferenças acabam por ser gritantes. Vamos então a elas!

adobe-flash-player-ex-macromedia-1Flash

  • É a mais divulgada e fácil das tecnologias, destina a Webdesigners e programadores web em geral.
  • Proporciona e concentra-se no aspecto “looking good” de um site ou conteúdo.
  • Carrega rápidamente na internet.
  • Pode ser produzida por várias ferramentas
  • É um formato divulgado, e pode também ser obtido pela simples conversão a partir de outros formatos de animação e até de vídeo.
  • É largamente usada por designers/developers.
  • É uma tecnologia com ferramentas baratas e barata de dominar, (o Macromedia Flash custa menos de 400.00€).
  • Requer a criação de cada frame um a um (excepto pela duplicação de um frames para outro key-frame, com possibildiade de aplicação de movimentos e transformações simples automáticas).
  • Não requer grande conhecimento técnico.
  • Usa o formato Flash .SWF, amplamente divulgado.
  • O formato é essencialmente interpretado no backend (na máquina do utilizador)
  • Sob o ponto de vista de programação (não obrigatória, na maioria dos casos) usa uma linguagem simples de scripting (“Action Script”).

imagesCAW7CBDT

Shockwave

  • É uma tecnologia não tão divulgada como o Flash, sendo usada geralmente apenas por especialistas.
  • A única ferramenta disponivel para a sua produção e manipulação é o Macromedia Director.
  • É uma tecnologia dispendiosa (o Macromedia Director custa cerca de 1,000.00€). 
  • Requer conhecimentos técnicos extensivos e especializados.
  • Possibilita a movimentação independente de objectos (objectos vectoriais) por oposição a desenhá-los um a um em todos os key-frames (como no caso do Flash).
  • A sua linguagem de programação é uma linguagem de scripting avançada, complexa e com enormes potencialidades.
  • Usa o formato Shockwave .DCR, pouco divulgado, e interpretado práticamente apenas pelos plugins de browser.
  • Pode integrar animações Flash no seu próprio formato, mas não o contrário.
  • O formato é compilado (usa pré compilação), resultando apenas na sua execução no utilizador final, e é de dificil descodificação/modificação sem as fontes originais.
  • É extensivamente usada em jogos online e em aplicações que requeiram programação complexa e pesada (por oposição aos simples video clips e animações do Flash).

Talvez não fiquem aqui todas as diferenças, já que sob o ponto de vista técnico e interno, elas são abismais, resultando em dois produtos completamente distintos, e construidos com base em pressupostos, arquitecturas e objectivos diferentes.

Mas para nós, comuns mortais, estas são as diferenças que interessam!