O mais recente estudo da Marketeer revela que 7 em cada 10 PME portuguesas querem reforçar a aposta em redes sociais para 2010, enquanto três quartos dessas mesmas empresas pretende aumentar o investimento em e-mail marketing.

Os principais factores destacados para justificar o investimento nos canais de e-mail e redes sociais em detrimento dos outros meios mais convencionais passam pela excelente relação custo/benefício, a superior capacidade de medir resultados e o facto de se constituírem numa excelente ferramenta para fidelizar os clientes.

Esta tendência é igualmente reforçada pelo cada vez maior desinteresse com que as empresas com menos de 500 empregados encaram os meios tradicionais como a TV ou a Rádio, nos quais 70% das companhias referidas diz não querer investir no próximo ano.

No meio online, são os tradicionais banners que estão progressivamente a ser relegados para um papel secundário. Miguel Gonçalves, director geral da Plataforma E-goi, sublinha as tendências identificadas neste: “Pela nossa experiência o e-mail e as redes sociais, quando devidamente integrados são canais que já são o presente para manter as marcas activas na mente dos consumidores sobretudo para quem não pode competir com os meios aos dispor das grandes empresas”.