Já era esperado. Não se sabia era o quê! Mas o resultado foi este:

 

 

 

O que é?

A Apple explica o que está dentro do novíssimo Apple iPad. Mas na realidade só agora vamos ver o que realmente lá está, e para que serve. 

O conceito não é propriamente novo, apesar de algumas pequenas inovações (o multitouch, por exemplo).  Mas desta vez é mais finhinho, aparentemente mais poderoso e com melhores aplicações… e é da Apple, que parece estar confiante em que este é um lançamento de exito garantido (ao contrário de outros flops do passado!). A ver vamos.

Na prática parece um iPod Touch ou iPhone gigante (lindo!… ), com um um ecrã touch de 9.7 polgadas, 16 to 64 GB de memoria, e a capacidade de executar quase qualquer aplicação iPhone. Boa! Então e para que serve tal coisa? Ainda ninguém entendeu bem… ou melhor, todos entendemos, mas ainda ninguém sabe bem, excepto quem o concebeu.

Mas a apresentação é entusiasmante, apesar de ser já possivel identificar uma quantidade de falhas graves (ver abaixo), daquelas que são quase inadmissiveis (vem aí a versão iPad2G e iPad3G  já a seguir?).

 

Erro
Este vídeo não existe

 

Inovador?

 

Por não ser novo, este conceito de um computador com touch-screen e sem teclado (ou pelo menos com um teclado de funções reduzidas ou opcional), não quer dizer que o iPad não é inovador. Certamente que é. Pelo menos na forma de lançamento e na espectativa que o rodeou.

Mas aparelhos “semelhantes” (ou pelo menos com o conceito de Tablet PC) existem, e simplesmente não venderam, no passado!

File:Tablet.jpgO conceito foi lançado pela Microsoft e suportado pelo Windows XP Tablet PC Edition (uma versão do Windows XP), entretanto desaparecido em combate… Entre os mais recentes lançamentos contam-se o  Lenovo ThinkPad X200, o  ASUS Eee PC T91, ou o  Samsung Q1UP-V entre muitos outros dos grandes fabricantes, incluindo a Fujitsu, Dell, HP.

Funcionalidade principais previstas: leitura de textos, de e-books, consulta e navegação Internet, multimedia. Poucos o usaram para isso… ou para outra coisa. E o conceito tem sido mais um flop, com os modelos das diversas marcas a venderem quantidades insignificantes ou quase inexistentes…. 

Mesmo o lançamento do Kindle da Amazon, que aquela empresa continua a considerar uma grande aposta,  parece não ser grande sucesso. Quem quer ler num TFT, se pode ler em papel! Certo?

E o facto é o aparelhómetro até tem caracteristicas interessantes: um ecrã de leitura clara (que pode ser de 9″), conectividade wireless (ou não, segundo o modelo), suporte directo a formatos comuns (PDF incluido), uma memória suficiente para muitos milhares de e-livros e uma loja inteira e dedicada (á disposição de quem estiver disposto a pagar por estes livros sem papel). E até há um blog em português sobre o assunto: http://kindleportugal.blogspot.com/.

O certo é que… ainda não vi ninguém que usasse tal dispositivo. E eu também não… certamente!

 

 

 

Uma das razões importantes do insucesso anterior é certamente o facto de que um touch-screen não ser para tudo (e não servia para quase nada, até há bem pouco tempo). E não serve certamente para escrever… e isso é metade do que as pessoas fazem no computador. Logo permanece a necessidade de um LapTop… e de um Desktop em casa… e outro no escritório… e mais o iPod e o iPhone (leia-se o MP4 e o telemóvel…)… e a necessidade de sincronizar isso tudo, e actualizar os ficheiros sem baralhar nada… e as pens, discos externos para backup, os cartões de memória, a máquina fotográfica e a câmara de video, o GPS, os cabos e milhentos adaptadores, e carregadores… bom cada um sabe de si… mas eu não gosto disso! Eu não quero isso!!! E quase ninguém quis um  Tablet PC.

 

Concorrências?

No entanto parece ser uma tendência que vai inundando o mercado. Ainda que a marca Apple, e uma habituação ao iPod e ao iPhone possam ter um peso decisivo neste lançamento, a concorrência não parou. Senão vejamos alguns lançamentos previstos (e devemos estar especialmente atentos aos baseados no SO Google Android!!!):

HP Slate: Baseado no Windows 7, é um tablet PC de nova geração. Ainda nada de concreto se sabe sobre ele. Apenas que vem aí!
Asus Eee Tablet: Previsto para breve. Será baseado no Google Android? Suspeita-se que sim.
Notion Ink Tablet: Este está anunciado e é certo que se baseará no Google Android! (Notam uma tendência?) 
Google(Google)/HTC Tablet: Google e HTC! Parece ser uma certeza (apesar da falta de anuncio oficial…)  na sequencia do que fizeram com o Nexus One. Nada está confirmado, mas o rumor existe (ver developing a Google-branded tablet )…

 

Para se ver uma lista completa dos possiveis concorrentes: 9 Upcoming Tablet Alternatives to the Apple iPad em (Mashable – The Social Media Guide)

 

Mas é bonito!

 

Lá isso é! O design é fantástico! Na linha do iPod e do iPhone. Disso ninguém se pode queixar.

Quanto a funcionalidades, estamos falados. Mais uma vez a Apple acerta no conjunto e em cada uma, e desenvolve os conceitos e caracteristicas do equipamento tendo como motor a funcioanalidade pretendida. Nisso a lista é brilhante: Ecrã Multi-touch, Leve e fino, 10 horas de bateria, Wireless e conectividade 3G, um chipset concebido especialmente a pensar em velocidade e economia (A4 chip), ligação para periféricos, suporte directo a câmara de video externa e teclado externo…

E depois há o design do interface touch… a Apple sempre presou a qualidade e ergonomia de interfaces de utilizador. E neste caso parece ter aplicado toda a sua sabedoria. Para quem viu o video, parece que ficou bem claro! Prático, sem as complicações tipicas de outros GUI (neste caso TUI, de Touch User Interface), principalmente quando a origem é a casa de Mr. Bill Gates…

À primeira vista o interface parece o do iPhone. E á segunda vista também: mais não é que o uma versão adaptada do SO iPhone 3.2. E por isso mesmo a grande maioria das aplicações iPhone correm directamente no iPad. Quem se habituou, já sabe com o que contar. E um SDK já foi lançado para desenvolvimento (que mais não é que uma versão “supercharged” do SDK de iPhone).

Funcionalidades

Quanto ao seu uso, muitas aplicações foram já pensadas e desenvolvidas/adaptadas para o lançamento. Senão vejamos:

  • o browser é o Safari, como no iPohne (mas logo aqui vem um problema da Apple: como não gosta do Adobe Flash, o Safari não o suporta!!!… );
  • as aplicações de e-mail e o suporte ao GoogleMaps, são as mesmas que no iPhone;
  • mas a aplicação Photo app do iPhone sofreu alguns melhoramentos (nomeadamente o suporte a multitouch!);

  • quanto a e-books and publishing aí é está a grande aposta da Apple, com uma loja, chamada  iBooks dedicada ao iPad;

  • o suporte a  TV, Cinema e Video… esse sim é soberbo com o software (simples) a complementar o magnifico hardware, com uma imagem clara e brilhante, sem falhas;

  • quanto a jogos esta é a máquina, com a EA a anunciar a produção de jogos realmente inovadores;

  • quanto a e-work … temos o iWork, uma nova versão/suite do software de produtividade totalmente pensada para o multi-touch, o que claro que pode ser dificil se pensarmos que o teclado é apenas um teclado de touch (excepto se se adicionar o teclado externo, e muitas funções tradicionais de formatação, por exemplo exigem acções complexas; mas isso foi pensado e a formatação faz-se com multi-touch… uma novidade bem vinda!

 

  • e o teclado no touch screen…bom… esse é a mesma desilusão de sempre, porque é o mesmo de todos os outros Tablet PC’s e touch-screens: impossivel de usar a uma velocidade aceitável, e com as duas mãos, a menos que se pouse o iPad numa mesa! Mas para isso mais vale um LapTop…

 

O Preço é uma surpresa

Pelo que está anunciado, é! Fica aqui a lista de preços anunciados (claro que e necessário prever que,a versão 3G estará ligada a operadores, que vão cobrar a largura de banda usada e em alguns casos assinatura; e em alguns paises terão preços associados a fidelizações, contratos com prazo fixo, etc… ).

US $499: 16 GB, Wi-Fi only
US $599: 32 GB, Wi-Fi only
US $699: 64 GB, Wi-Fi only
US $629: 16 GB, Wi-Fi and 3G
US $729: 32 GB, Wi-Fi and 3G
US $829: 64 GB, Wi-Fi and 3G

Parece bom, não é? Claro… quando se esperava um preço a começar em US $1000 

 

Então é perfeito?

 

Ora aí é que está o busillis da questão!!! E ao contrário do que o aparato mediático na apresentação pode ter parecido fazer crer, esta é uma máquina que tem pontos absolutamente incompreensiveis!

Onde está a câmara de video/fotográfica??? Pois, não tem! Então video conferência, chats video e outras coisas que tal…são impossiveis? Pois está claro… Se até os telefones têm, isto é uma falha inadmissivel e incompreensivel…

Mas se fosse apenas isso! Não é. O mais importante é o resto…

  1. Ausência de câmara video e fotográfica
  2. Tal como no iPhone, no iPad apenas se pode executar uma aplicação de cada vez! Isto é, o iPad não tem multitasking! Pode parecer um preciosismo. Mas não é, mesmo em coisas tão simples como: não é possivel ouvir  o Last.Fm enquanto se actualiza o twiter; ou uma coisa ou outra! Como com tudo o resto… ler e ouvir musica é proibido, como descarregar mail enquanto se verificam as ultimas noticias…  A verdade é que assim esta é uma máquina quase inutil! Será certamente a primeira coisa que a Apple modificará, até porque o Google Android é multitasking!!!
  3. Não tem saida de video do tipo HDMI (ou de outro tipo HD), pelo que é impossivel ligar à TV ou a um monitor!
  4. Não tem port USB! Para ligar a qualquer outro dispositivo, como o computador, é necessário usar um cabo específico, exactamente como no caso do iPod ou do iPhone… e isto começa a ser imperdoável! Cabos-proprietário, ligações com cabinhos e adaptadores… coisas tão simples como ligar uma máquina fotográfica… que pensa a Apple para fazer tal coisa? E USB, nunca ouviram falar?
  5. Então a total ausência de suporte a Adobe Flash… parece que metade da internet vai ficar de fora desta máquina! E esperemos que não sejamos fãs de video em streaming… é que … estamos falados!
  6. O teclado de touch-screen é práticamente inutilizável  para produtividade, como todos os teclados de touch-screen … não podia ter sido feito algo sobre isto? Certamente que sim…

O Gizmodo tem uma lista mais extensa de deficiências, num artigo intitulado 8 Things That Suck About the iPad … mas claro, também não vale a pena exagerar!

 

Referências
www.apple.com/ipad
Site iBooks 

Opinião
Apple iPad: A Comprehensive Guide em Mashable – The Social Media Guide
9 Upcoming Tablet Alternatives to the Apple iPad em Mashable – The Social Media Guide
8 Things That Suck About the iPad em  Gizmodo

Sobre a concorrência
Google Android
developing a Google-branded tablet em Mashable – The Social Media Guide
Kindle 
Amazon
http://kindleportugal.blogspot.com/