Alguém tinha que ser o primeiro a marcar uma posição e completamente demarcar-se da imagem que actualmente tem a banca e o mundo das finanças, aos olhos do mundo.

O Barclays fê-lo bem. Esperemos que o feitiço não se vire contra o feiticeiro, e não haja motivo para as más noticias sairem da própria casa… o tempo o dirá. Para já um excelentemomento de marketing, comunicação e publicidade , mas com riscos futuros…