It’s part of Ars Electronica’s nature to constantly seek out what’s new. In going about this, however, attention is never on art, on technology or on society singly while excluding the other two. Instead, the focus is always on complex changes and interrelationships at the nexus of all three.

 

Ars Electronica é um conceito, e uma organização, sob a égide da qual se exibem exposições em todo o mundo, se mantém um museu e um arquivo online de arte electronica, se desenvolvem trabalhos pioneiros de investigação e desenvolvimento, num centro/laboratório  dedicado à arte electronica e a sua interacção com a sociedade, se fazem conferências e seminários para e com o público e, por fim,  anualmente se institui um prémio, com várias categorias no universo do trinómio arte/tecnologia e media/sociedade.

Partindo de um festival (o Ars Electronica) que se realiza desde 1979, a Ars Electronica foi fundada como sociedade em 1995 e está situada na cidade de Linz, na Austria. É uma sociedade sem fins lucrativos, subsidiária da Cidade de Linz (de natureza pública, portanto, equivalente a uma sociedade municipal) associada à fundação do “Museum of the Future”, que afinal é parte integrante da sociedade que o administra. Nos poucos anos do seu funcionamento tornou-se uma referência mundial neste campo, e os inumeros projectos que nela se desenvolvem constituem um pilar fundamental do desenvolvimento e da investigação nesta àrea de actividade.

Além do museu que lhe está ligado, e do centro que administra, no qual decorrem a maioria das actividades in loco, sede das actividades de investigação, desenvolvimento e criatividade, bem como das actividades ditas de educação (conferências, cursos, seminários, encontros), a actividade da Ars electronica estende-se a todo o mundo, através da organização do Festival Ars Electronica e de todo o tipo de eventos e exposições, na àrea em que é especialista. Mas não menos importante é o prémio anual denominado com o próprio nome da sociedade: Premio Ars Electronica, desde 1987, ee que se destina a todos os trabalhos na àrea da arte e media electronicos e cyberarte (regulamento no site, em http://www.aec.at/prix_about_en.php)  

Centro de estimulo da criatividade, da investigação e do desenvolvimento, a ligação à industria, às universidades, aos centros de investigação, é natural e fluida, funcionando em ambos os sentidos, tanto mais que muitos daqueles que desenvolvem a sua actividade no FutureLab o fazem na sequencia dos seus trabalhos académicos. Mais que um centro especializado,  é um centro de competências e educativo, um cadinho de criatividade e um repositório sério, universal e abrangente de todas as àreas que se ligam à arte e ao media electronico, aos seus desenvolvimentos na sociedade moderna e à utilização da tecnologia na criação e na arte.

Para saber mais
Ars Electronica – Linz, Austria