Proporcionar uma experiência divertida, ao mesmo tempo que cria fortes laços com a marca, é o objectivo do street chat e do chatwall que, usando meios como o telemóvel, permite que, em espaços públicos, mensagens SMS sejam projectadas em grandes ecrãs ou em outros meios de visionamento pelo público dos textos enviados pelo utilizador.

O uso de projectores sobre frontarias de edificios, pode surpreender o transeunte, com um chat projectado na parede do seu edificio do seu escritório, na parede de um banco ou num edificio público; o uso de ecrãs no fundo de palcos, de paredes em átrios de edificios, paredes de estádios ou pavilhões desportivos, panos laterais de edificios, em zonas de grande trânsito automóvel e/ou pedonal, o chão de um qualquer recinto ou outros meios, constitui sempre elemento de surpresa.

Para o participante é simples: pega no seu telemóvel, envia um SMS para um número pré-determinado e em segundos vê a sua SMS projectada no ecrã. Podem-se estabelecer interessantes diálogos, e sempre evolui para debates, discussões, e interessantes trocas de ideias.

Os diálogos expontâneos que se geram, em estilo de “chat” ou “messenger”, poderão ter um carácter de entretenimento puro ou poderão ter como finalidade ajudar a passar algumas mensagens ou valores da marca.

Na maioria das vezes existe um moderador, ligado à marca, que além de manter o nivel de interesse no chat público, efectua também uma filtragem efectuva do que é publicado ou não, evitando mensagens de mais baixo nivel ou despropositadas. Outra das funções do moderador é manter o diálogo dentro dos temas de interesse da marca, estimulando e reencaminhando os utilizadores para esses temas.

Numa abordagem mais tradicional o chat decorre como um vulgar chat de texto na internet, mas de uma forma mais criativa muitos grafismos recorrem a efeitos de banda desenhada, animação ou outros, e exitem dois balões de diálogo alimentados pelas mensagens SMS, sendo que eventualmente um deles poderá ser controlado pelo animador/moderador. Noutros casos as mensagens passam em rodapé de outras imagens video (caso de concertos musicas, ou espectáculos multimedia).

O “street chat” usa-se geralmente em situações de grande concentração ou circulação de pessoas incluindo concertos musicais, espectáculos, parques e praças, eventos culturais, desportivos ou ludicos, feiras e exposições. Nestes locais a adesão é máxima pelo segmento mais jovem, constituindo o target preferencial destas acções. Outro dos locais preferenciais. em que usamos o conceito de “chatwall”, é em locais de diversão: discotecas, pubs, bares ou salas de espectáculo. No essencial ambos os conceitos são semelhantes.

O desenvolvimento de um servidor de SMS capaz de gerir o chat, e de produzir a imagem para a projecção foi uma das prioridades da Dreamfeel na abordagem deste tipo de marketing.

A ideia é usar os meios instalados, sem grande necessidade de meios tecnológicos mais complicados, e permitir a gestão remota ou local do chat, incluindo o suporte de um moderador, através de um simples browser na internet.